Liturgia Catequese Movimentos Historial Cartorio Cantinho Links Úteis Destaque
Downloads
Noticias


História


Em Julho de 1977, o Padre Albino Fernandes chegava a Oliveira de Azeméis.

Com o passar dos dias um sonho ia nascendo...

Porque não criar uma escola de música para animar as eucaristias?

Foi então que a semente foi lançada à terra e passados 2 meses iniciou-se a escolinha como é tratada com carinho.

Durante esses 2 meses fez-se uma campanha para anunciar o facto.

Houve bastante adesão por parte da comunidade.

O meu primeiro grupo teve de sair rápido cá para fora. Levou 9 meses até que o primeiro aluno se estreasse no órgão.

Nesse período solfejou-se e deram-se os primeiros acordes no orgão.

Ao longo dos anos, nos anos ímpares, iniciava-se novo ano na escola de música. A pouco e pouco o Padre Albino deliberava as suas funções às pessoas que tinham aprendido com ele e com quem se juntou a ele para realizar este projeto.

Muita, muita gente já passou por aqui, muitos deram de si para que a escola perdure.

É um sonho bonito que um dia alguém muito especial teve e que com a força de vontade de todos os elementos que passaram, perdurou. 

Passados 35 anos a escola está sofrendo mudanças na atualização do ensino, tanto a nível de formação musical, de órgão e de canto.

Mas além de toda a formação na componente musical, a escola de música tem o propósito de aliciar os jovens a percorrer o verdadeiro caminho da fé. Assim, todos os anos, um acampamento é feito durante uma semana em que se reúnem as várias escolas paroquiais onde a escola de música está incluída. É um espaço de reflexão profunda, de convívio e também de preparação do próximo ano, bem como a análise do ano anterior.

A escola de música actualmente reúne ao Sábado das 13:30 até às 18:00.

Os elementos da música animam as eucaristias destinando-se para cada uma um regente de assembleia, um salmista e um organista.

Na missa vespertina de Sábado é a missa de jovens onde as violas estão também presentes.

Foi da escola de música que surgiram o Coro dos Pequenos Cantores e o Coro Litúrgico. E é precisamente em celebrações mais festivas, nomeadamente na Imaculada Conceição, Natal, Domingo de Ramos, Tríduo Pascal, Pascoela, Sagrada Família, Crisma, entre outras.

É por tudo isto e por muito mais que agradecemos o surgir deste espaço que nos permite crescer não só com novos conhecimentos musicais mas também como guia, num caminho onde a fé nos move.

contactar instituição | webmaster
powered by trampolim.pt